realismo

na literatura brasileira, é costume cravar 1881 como o início do realismo, porque foi aí que saiu a publicação de “memórias póstumas de brás cubas”, do inoxidável machado de assis. merecido. contudo, tanto alencar, sousândrade, anos antes, já anunciavam o cansaço do romantismo. vale a pena ler “senhora” ou mesmo “lucíola” com calma, se o viés for expor vícios da classe burguesa. o poeta maranhense tem no “guesa” seu maior patrimônio, uma vez que a novaiorquina wall street é também cenário de seu poema narrativo. depois dos anos 1870, encontramos figuras importantes — além do já citado bruxo do cosme velho — como joaquim nabuco, manuel de oliveira paiva, tobias barreto, silvio romero ou mesmo clovis bevilacqua. 

Sobre carneiro

letradeletra é heterônimo [ carneiro ] professor, escritor, vlogger, cozinheiro e lunático
Esse post foi publicado em educação, literatura e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s