escola possível

  já escrevi, muito superficialmente, aqui, sobre este documentário. insisto: deveria ser visto e debatido sim como referência para tratar problemas que, hoje, são crônicos. escola não poder ser depósito de crianças, muito menos clube de entretenimento. no brasil, muitas escolas minimamente organizadas, são adestradoras de alunos e, sabedoras disto, botam a culpa nos tais vestibulares. engraçado que, em certa medida, o vestibular começa a mudar (vide caso ‘enem’ e valorização de habilidades) mas muitas escolas não acordam para a questão da multidisciplinaridade. o necessário planejamento envolve conhecimento ótimo do material que se vai utilizar em sala (livros, apostilas, laboratórios, jornais…) e fora dela (mídias, leituras, estudos do meio etc). o planejamento precisa estar continuamente sendo revisto. cada grupo de alunos tem seu tempo de aprendizado e isso difere de sala para sala, de professor para professor. mas no brasil, todas as escolas que conheço fazem planejamento anual. e por que fazem: para cumprir compromissos com editoras dos materiais que compram. daí, tudo o que for feito ou dito precisa levar em conta o ritmo pregado ali, naqueles papeis (apostilas ou livro didático). qualquer coisa fora desse trilho, vai para outro horário, outro local e se transforma em “atividade extra”. até quando?

Sobre carneiro

letradeletra é heterônimo [ carneiro ] professor, escritor, vlogger, cozinheiro e lunático
Esse post foi publicado em educação, literatura e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s